quarta-feira, 30 de junho de 2010


a Minha Menina

Ela é minha menina
E eu sou o menino dela
Ela é o meu amor
E eu sou o amor todinho dela

A luz prateada se escondeu
E o sol dourado apareceu
Amanheceu um lindo dia
Cheirando a alegria
Pois eu sonhei
E acordei pensando nela

Pois ela é minha menina
E eu sou o menino dela
Ela é o meu amor
E eu sou o amor todinho dela

A roseira já deu rosas
E a rosa que eu ganhei foi ela
Por ela eu ponho o meu coração
Na frente da razão
E vou dizer
Pra todo mundo
Como gosto dela

Pois ela é minha menina
E eu sou o menino dela
Ela é o meu amor
E eu sou o amor todinho dela

A lua prateada se escondeu
E o sol dourado apareceu
Amanheceu um lindo dia
Cheirando alegria
Pois eu sonhei
E acordei pensando nela

Pois ela é minha menina
E eu sou o menino dela
Ela é o meu amor
E eu sou o amor todinho dela

Coisas Da Vida

Quando a lua apareceu
Ninguém sonhava mais do que eu
Já era tarde
Mas a noite é uma criança distraída

Depois que eu envelhecer
Ninguém precisa mais me dizer
Como é estranho ser humano
Nessas horas de partida

É o fim da picada
Depois da estrada começa
Uma grande avenida
No fim da avenida
Existe uma chance, uma sorte,
Uma nova saída
São coisas da vida
E a gente se olha, e não sabe
Se vai ou se fica

Qual é a moral?
Qual vai ser o final
Dessa história?
Eu não tenho nada pra dizer
Por isso digo
Que eu não tenho muito o que perder
Por isso jogo
Eu não tenho hora pra morrer
Por isso sonho

Aaah... são coisas da vida
E a gente se olha,
E não sabe se vai ou se fica

sábado, 26 de junho de 2010

>>>> =P


o dia está cinza
minha cabeça, a mil
mas a sua lembrança me desacelera, me acalma.
deixa o céu azul

o seu perfume parece que me acompanha
em todo lugar que eu vou
de repente sinto
e você está aqui

quando me conta que chorou
o dia fica cinza de novo.
quero cuidar de você
sempre fazer você sorrir
e o céu vai ser sempre azul

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Sinceramente


Sinceramente
(Cachorro Grande)

Sinceramente você pode se abrir comigo
Honestamente eu só quero te dizer
Que acertei meu pulo quando te encontrei
Eu acertei

Eu sei a palavra que você deseja escutar
Você é o segredo que eu vou desvendar
Você acertou o pulo quando me encontrou
Acertou o pulo quando me encontrou

Então o nosso mundo girou
Você ficou e a noite veio
Nos trazer a escuridão
E aí então
Eu abri meu coração
Por que nada é em vão

Gostei do seu charme e do seu groove
Gostei do jeito como rola com você
Gostei do seu papo e do seu perfume
Gostei do jeito como eu rolo com você

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Tudo de mim



My all ( tradução)
Tudo De Mim


Estou pensando em você
Hoje à noite em minha solidão insone
Se é errado amar você
Então meu coração não vai deixar agir certo
Porque me afoguei em você
E não sobreviverei
Sem você do meu lado

Eu daria tudo de mim para ter
Só mais uma noite com você
Eu arriscaria minha vida para sentir
Seu corpo junto ao meu
Porque eu não consigo deixar de
Viver na lembrança de nossa canção
Eu daria tudo de mim pelo seu amor hoje à noite

Baby, você pode me sentir
Imaginando que estou olhando em seus olhos
Eu posso lhe ver claramente
Vividamente aceso em minha mente
E você ainda está tão longe
Como uma estrela distante
A quem eu faço um desejo esta noite

Eu daria tudo de mim para ter
Só mais uma noite com você
Eu arriscaria minha vida para sentir
Seu corpo junto ao meu
Porque não consigo deixar de
Viver na lembrança de nossa canção
Eu daria tudo de mim pelo seu amor hoje à noite

Eu daria tudo de mim para ter
Só mais uma noite com você
Eu arriscaria minha vida para sentir
Seu corpo junto ao meu
Porque não consigo deixar de
Viver na lembrança de nossa canção
Eu daria tudo de mim pelo seu amor hoje à noite

Dou tudo de mim por seu amor
Hoje à noite

Nós


Without You

No I can't forget this evening or your face as you were leaving
But I guess that's just the way the story goes
You always smile, but in your eyes
Your sorrow shows
Yes, it shows
No I can't forget tomorrow
When I think of all my sorrow
When I had you there but then I let you go
And now it's only fair that I should let you know
What you should know

I can't live
If living is without you
I can't live
I can't give anymore
I can't live
If living is without you
I can't give
I can't give anymore

Well, I can't forget this evening or your face as you were leaving
But I guess that's just the way the story goes
You always smile, but in your eyes
Your sorrow shows
Yes, it shows

I can't live
If living is without you
I can't live
I can't give anymore
I can't live
If living is without you
I can't give
I can't give anymore

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Ao entardecer



No entardecer te reencontrei
Na calada da noite te amei
Como sempre desejei…

Hoje no silêncio da madrugada
Busco teus lábios
Teus carinhos
Teu amor…

Nosso amor andou por caminhos desencontrados
Hoje caminhamos lado a lado
Nosso amor é realidade.

Como um toque mágico
Nossos corpos se buscam
Amam-se e se completam

A tristeza ficou lá atrás
É passado…
A sua imagem não busco mais
Ela é uma realidade adormece
E amanhece ao meu lado.

Ao entardecer com você

Quando o sol se põe e os raios de luz rasgam as nuvens
dissipas a felicidade de um sorriso,
a carícia de uma mão,
a doçura de um beijo.

Quando a lua se oferece e os seus reflexos encantam
aconchegas a ternura de um abraço,
embriagas um olhar,
enfeitiças um momento.

E quando finalmente amanhece e o orvalho se dispersa
eternizas um sentimento profundo
e eu desejo e imploro sempre a tua presença,
e espero no canto de um sonho
ver a luz do dia enfraquecer.


quinta-feira, 10 de junho de 2010

AdorOOOO


Refrão De Bolero

Engenheiros do Hawaii

Composição: Humberto Gessinger

Eu que falei nem pensar
Agora me arrependo roendo as unhas
Frágeis testemunhas
De um crime sem perdão

Mas eu falei sem pensar
Coração na mão
Como um refrão de um bolero
Eu fui sincero como não se pode ser

Um erro assim, tão vulgar
Nos persegue a noite inteira
E quando acaba a bebedeira
Ele consegue nos achar num bar

Com um vinho barato
Um cigarro no cinzeiro
E uma cara embriagada
No espelho do banheiro

Teus lábios são labirintos
Que atraem os meus instintos mais sacanas
O teu olhar sempre distante sempre me engana
Eu entro sempre nessa dança de cigana.

Eu que falei nem pensar
Agora me arrependo roendo as unhas
Frágeis testemunhas
De um crime sem perdão

Mas eu falei sem pensar
Coração na mão
Como o refrão de um bolero
Eu fui sincero como não se pode ser

Um erro assim tão vulgar
Nos persegue a noite inteira
E quando acaba a bebedeira
Ele consegue nos achar num bar

Teus lábios são labirintos
Eu sigo a tua pista todo dia da semana
Eu entro sempre na tua dança de cigana

Teus lábios são labirintos
Que atraem os meus instintos mais sacanas
E o teu olhar sempre distante, sempre me engana
Eu sigo tua pista todo dia da semana